Livro_Pensando_a_vida

Livro_Pensando_a_vida

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Medo de se arriscar

“Mas Jesus imediatamente lhes disse: "Coragem! Sou eu. Não tenham medo! "
"Senhor", disse Pedro, "se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas".
"Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus.
Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me!"
Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: "Homem de pequena fé, porque você duvidou? "
Quando entraram no barco, o vento cessou.
Então os que estavam no barco o adoraram, dizendo: "Verdadeiramente tu és o Filho de Deus". 
Mateus 14:27-33

Muitos têm medo de se arriscar, mas quem não se arrisca não cresce. Fico olhando a minha pequena filha, de um ano de idade, quantas coisas ela já teve que enfrentar até aqui para se desenvolver, para crescer. Quantas quedas até aprender a se equilibrar? E para começar a andar? Meu Deus! São tantas coisas, nós que somos pais ficamos como se diz por aí, de cabelo em pé. A vida é correr riscos, que vive só buscando um lugar seguro nunca vai muito longe. A vida de fé também é assim, precisamos não ter medo, e nos oferecer a chance de crescermos e nos desenvolvermos na fé.

Pedro foi um homem que muitas vezes errou, mas nunca deixou se amedrontar, nunca parou de se arriscar pela fé. Ele nos ensina muitas coisas, eu amo ler e pensar sobre as experiências deste homem, que pode muito bem nos representar.

Quando Pedro estava naquele tumultuado barco, só ele foi capaz de ouvir, reconhecer e obedecer a voz de Jesus. Ele desceu do barco desafiado pela sua fé, pisou naquela água revolta como se fosse uma estrada pavimentada, mas em determinado momento ele se deparou com a sua natureza. Olhou ao seu redor e percebeu que o ‘seu’ lugar não era ali. Ele estava caminhando sobre as águas, fazendo o mesmo que Jesus estava fazendo, contrariando a própria natureza, e isso é um milagre de verdade.

O texto diz que quando ele reparou na força do vento, e quando isso aconteceu ele afundou. Quantas vezes as circunstâncias fazem que nos afundemos em nossa caminhada de fé. Muitos de nós já experimentamos coisas maravilhosas da parte de Deus, coisas que podemos dizer, são milagres. Mas quando olhamos para nossa realidade, nossa natureza, dizemos: “ Isso não é para mim, não sei o que estou fazendo aqui.” Quando isso acontece começamos a afundar.

Mas saiba de uma coisa, só afunda quem teve coragem de se arriscar, só quem desce do barco respondendo a fé do seu coração é que passa por esta experiência. Pedro afundou, mas não hesitou em pedir ajuda a Jesus, ele estendeu a mão. È interessante que Pedro era um homem do mar, mas não tentou usar suas próprias experiências quando estava afundando, ele pediu a Jesus que o socorresse. Dependência completa.

Meu querido irmão, quantas vezes você já naufragou na fé? Já saiu do seu lugar seguro e depois de estar vivendo algo pela fé caiu, afundou? Só aconteceu isso com você porque você foi, no barco havia doze homens, todos conheciam a Jesus, onze não afundaram, mas também não andaram sobre as águas. Pedro chegou ao barco andando com Jesus sobre as águas, quando eles adoraram a Jesus tinha um ali que havia experimentado algo especial, o Milagre.

Que possamos ousar a responder a fé do nosso coração sem medo de ariscar. Precisamos confiar na voz daquele que nos chamou. Todos do barco poderiam ter ido até Jesus caminhando, Pedro não era especial, mas só ele foi ousado e creu.

Deus tem algo especial para aquele que ousa confiar. Um genuíno MILAGRE.


JM

Nenhum comentário: