Livro_Pensando_a_vida

Livro_Pensando_a_vida

sábado, 28 de junho de 2014

Marcas de uma vida contagiante

Introdução: Eu tenho certeza que em todo o período desta série de mensagens a cada domingo você ouviu mensagens que deixaram você inspirado a ser uma pessoa contagiante, portanto hoje eu estou aqui somente para colocar a cereja em cima do bolo, para jogar aquele salzinho sobre a salada, e é  um prazer e uma grande responsabilidade estar aqui hoje.
Quando o Pr. Evandro me convidou para estar aqui com vocês e me falou do tema da série eu comecei a pensar em exemplos bíblicos de vida contagiante, me vieram à mente muitos personagens do antigo testamento e também do novo.
Um belo dia, conversando com minha esposa  lembrei-me de uma personagem que poderia ser uma boa referencia para todos nós de uma vida contagiante, a mulher samaritana. Ela se entrou com Jesus, foi impactada e transformada pela revelação  de Jesus a Ele e Depois foi à sua cidade testemunhar tudo o que havia acontecido com ela.
Texto: João 4.4-7: “Era-lhe necessário passar por Samaria.  Assim, chegou a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, perto das terras que Jacó dera a seu filho José. Havia ali o poço de Jacó. Jesus, cansado da viagem, sentou-se à beira do poço. Isto se deu por volta do meio-dia.Nisso veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: “Dê-me um pouco de água”.
1.      Uma vida contagiante é aquela que tem um encontro real com Jesus. Vs 6,7: “Havia ali o poço de Jacó. Jesus, cansado da viagem, sentou-se à beira do poço. Isto se deu por volta do meio-dia. Nisso veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: “Dê-me um pouco de água”.

Esta mulher foi até o poço em um horário considerado impróprio, pois ao meio dia o sol está muito forte, mais ou menos meio dia. Outra dificuldade era ir ao poço sozinha, as mulheres iam sempre em grupo nas primeiras horas da manhã.

Ir ao poço sozinha era uma maneira de se esconder, pois não havia sido feliz em seus relacionamentos, já havia passado por cinco casamentos e o último não era seu marido. 

Aquele dia não era como os outros, naquele dia que mais uma vez ela imaginava estar só, ela foi surpreendida por uma presença especial, a presença de Jesus.  
Você consegue se lembrar do dia em que você foi surpreendido por Jesus? Você é capas de se lembrar do seu primeiro encontro com Ele?

Não importa o que você vive, Deus ama você e quer lhe encontrar, uma vida contagiante é a vida de uma pessoa que se encontrou com Jesus, que um dia foi surpreendida por Ele e nunca mais foi a mesma pessoa.

Para ter uma vida contagiante você precisa ter se encontrado com Jesus!

2.      Uma vida contagiante é aquela que é transformada por Jesus. Vs 27-29. Então Jesus declarou: “Eu sou o Messias! Eu, que estou falando com você”. Naquele momento os seus discípulos voltaram e ficaram surpresos ao encontrá-lo conversando com uma mulher. Mas ninguém perguntou: “Que queres saber?” ou: “Por que estás conversando com ela?” Então, deixando o seu cântaro, a mulher voltou à cidade...”

A mulher samaritana começou uma conversa com Jesus, e nesta conversa ela tem uma revelação crescente de que estava ali diante dela. Inicialmente ela nota que Ele era um homem judeu, depois ela vê que Ele era mais do que um homem comum, ela o reconhece como um profeta, mas a maior revelação deste encontro não foi ela que fez, foi Jesus se revelou a ela, ele disse a ela ser Ele o que tanto judeus quantos os samaritanos esperavam, Ele disse a ela Eu Sou o Messias.

A revelação foi transformadora, ela deixou seus medos, os cântaros, a vergonha que sentia, enfim, enfrentou todo ao voltar a cidade e começar a falar com os homens que tinha encontrado o Messias.

Transformação, e não uma “melhorada”, não podemos esperar menos de um encontro com Jesus. O que Jesus disse a Nicodemos foi que ele deveria nascer de novo, e que não é dar uma “guaribada”, uma vida contagiante é aquela que passou por um processo profundo de transformação.

A mulher samaritana vivia se escondendo, mas quando foi transformada por Jesus foi para a rua e começou a anunciar o que tinha acontecido com ela.

Para ter uma vida contagiante você precisa ser transformado por Jesus!

3.      Uma vida transformada é aquela que compartilha com os outros a sua fé e Jesus. Vs.28,29:Então, deixando o seu cântaro, a mulher voltou à cidade e disse ao povo: “Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito. Será que ele não é o Cristo?”  Então saíram da cidade e foram para onde ele estava.”

A mulher samaritana após viver uma experiência de transformação com Jesus não se conteve, foi compartilhar na cidade o que havia acontecido com ela.

Quando de fato temos um encontro transformador com Jesus não conseguimos nos calar, é uma alegria que não cabe no peito, parece que se não contarmos às pessoas vamos morrer, não foi assim com você?

Olha o resultado do testemunho dela: Vss.39-42:  “Muitos samaritanos daquela cidade creram nele por causa do seguinte testemunho dado pela mulher: “Ele me disse tudo o que tenho feito”. Assim, quando se aproximaram dele, os samaritanos insistiram em que ficasse com eles, e ele ficou dois dias. E por causa da sua palavra, muitos outros creram. E disseram à mulher: “Agora cremos não somente por causa do que você disse, pois nós mesmos o ouvimos e sabemos que este é realmente o Salvador do mundo”.

Outro exemplo de transformação foi o jovem endemoniado de gadara, ele experimentou a libertação de Jesus e depois queria ficar com Jesus, mas o Senhor disse a ele para ir e compartilhar com os da sua casa o que havia acontecido a ele.
Marcos 5.20: “Jesus não o permitiu, mas disse: “Vá para casa, para a sua família e anuncie-lhes quanto o Senhor fez por você e como teve misericórdia de você”.  Então, aquele homem se foi e começou a anunciar em Decápolis o quanto Jesus tinha feito por ele. Todos ficavam admirados.”

O que ele fez? Obedeceu a Jesus, mas fez muito mais, ele sai falando do acontecido por toda decápolis, que significa dez cidades. Testemunhou da sua transformação por todos os lugares. Isso é uma vida contagiante!

Uma vida contagiante é aquela que testemunha da sua fé por onde quer que vá, você tem falado de Jesus?
Conclusão:
Você tem sido uma pessoa contagiante?
Muitas vezes nos esquecemos do nosso encontro com Jesus, deixamos que as circunstâncias da vida, a religiosidade, as lutas e tantas outras coisas nos esfriem em nosso relacionamento com Jesus. Precisamos voltar, como a igreja lá de apocalipse, Éfeso, ao primeiro amor.
Apocalipse 2.4,5: “Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.”
 Precisamos renovar hoje a nossa aliança com Ele!
Eu não posso me conformar em uma “guaribada”, pois o que Deus tem é uma transformação completa, você já passou por isso? Já nasceu de novo? Foi transformado em outro homem ou em outra mulher?
Cada um de nós aqui é responsável por testemunhar do que Deus fez em nossa vida. Precisamos levar a outros aquela palavra que um dia fez diferença em nossa vida. Para quantas pessoas você falou do que Deus fez em sua vida em 2013?
Uma pessoa que tem uma vida contagiante teve um encontro com Jesus, foi transformada por Ele e compartilha com outros a sua fé.

JM

terça-feira, 10 de junho de 2014