Livro_Pensando_a_vida

Livro_Pensando_a_vida

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Às vezes me sinto inadequado, e você?

Salmo 137.1-4
“Junto aos rios da Babilônia nós nos sentamos e choramos com saudade de Sião.  Ali, nos salgueiros penduramos as nossas harpas;  ali os nossos captores pediam-nos canções, os nossos opressores exigiam canções alegres, dizendo: “Cantem para nós uma das canções de Sião!”  Como poderíamos cantar as canções do Senhor numa terra estrangeira?" 

Eu sei que existem pessoas com problemas muito maiores do que os meus, e não se deprimem por isso, mas há dentro de mim um sentimento de inadequação. Um coisa existencial. Eu me sinto como o personagem do Selton Mello no seu filme,  o palhaço. Ele representa uma personagem muito interessante, seu nome é Benjamim, um palhaço que perdeu a graça, que deixa o circo para tentar outras coisas. 

Eu me sinto assim, como um palhaço que perdeu a graça. Não que considere ou compare o ministério com um trabalho de palhaço, ou mesmo o púlpito com um picadeiro, estou falando de sentimentos parecidos.  

Eu acho que quando os hebreus estavam presos em Babilônia estavam com um sentimento assim também. As pessoas de lá conheciam a fama dos hebreus com seus louvores, eu não acredito que eles estavam debochando deles quando pediam as canções na babilônia, mas que estavam esperando sinceramente que eles cantassem as lindas canções hebraicas, os louvores ao Deus dos hebreus.

As pessoas esperam que o palhaço as faça rir, o povo da babilônia que os hebreus cantassem, e de mim? As pessoas esperam algo de mim que não tenho conseguido lhes dar, me sinto como os hebreus, que não conseguiam cantar, pois pensavam não poder na babilônia. Como o palhaço que achava que não tinha mais graça para oferecer aos seus ouvintes. Estou me sentindo inadequado, como alguém que não tem condições de corresponder a expectativa alguma.  

O palhaço do filme fez o caminho de volta para o circo, e ali encontrou novamente o seu dom de fazer os outros rirem. O povo voltou a cantar, veja no Salmo 126 (está invertida a ordem). Eu preciso me levantar e fazer aquilo que Deus me chamou para fazer, fazer o que muitos esperam que eu faça, que exerça o meu ministério.

Você já se sentiu assim?

Eu quero voltar, sair deste quadro de inadequação existencial...


E você?


JM

Um comentário:

Crê disse...

Nossa João Marcos, vc conseguiu traduzir em palavras tudo que eu estava sentindo e buscando resposta há algum tempo...Preciso me levantar e fazer o que Deus me chamou, mas me sinto perdida, sem pertencer a nenhum lugar ou algo... não consigo me encaixar e essa sensação de inadequação me persegue... Dentro de mim arde uma chama que tenho medo que se apague pela falta de iniciativa e medo... Preciso obedecer ao chamado de Deus para me sentir feliz... Deus abençoe sua vida...O Espírito santo ministrou em meu coração através de suas palavras... abraços