Livro_Pensando_a_vida

Livro_Pensando_a_vida

sábado, 28 de março de 2009

Casulos, lagartas, borboletas... Fases da vida.



Hoje eu estava andado por aí e pensando na vida, aliás, não tem jeito melhor de pensar a vida do que andando por aí...

Andando por aí é que a vida se revela como ela é, um passo após o outro, e assim segue a vida passo a passo. Pensar a vida passo a passo a torna mais leve, e mais bela, bela e leve como uma borboleta...

Pensando a vida andando por aí me mostra como são belas as cores que compõem meu cotidiano, mas só dá para perceber as cores se sairmos e andarmos por aí...


As borboletas são belas porque são livres, suas cores são determinadas pelas cores das flores que a cercam... Como são lindas as borboletas! Às vezes não dá nem pra acreditar que um dia foram lagartas, (que transformação!)


Andando por aí encontramos muitas borboletas, algumas já com as cores das flores, lindas e belas... Outras, porém, ainda no casulo... Tipo sem aparência alguma, sem expressão. Como é duro não ter expressão... Ou lidar com que não tem...


Mas ainda encontramos borboletas em seu estado mais terrível, no estado de lagarta... Quantos têm medo de lagartas? Se ao menos nos lembrássemos que esta horrível e amedrontadora lagarta é uma borboleta em potencial... Quem sabe não a mataríamos?


Pensando a vida eu percebo que pessoas e situações podem mudar, podem se transformar... De lagarta a falta de expressão; de falta de expressão a borboleta. Borboletas não nascem prontas, são resultado de um processo de transformação.


Andando por aí eu percebi que em alguns momentos da vida que um casulo é o melhor lugar da terra, pois é dele que sairei completamente transformado... Eu quero um casulo!


Pensar a vida e andar por aí é o melhor remédio para quem se encontra em um casulo existencial, ou com angústia apertando o peito.


Hoje uma feia lagarta, em breve uma linda borboleta!


JM 2009



Nenhum comentário: